De volta aos treinos, Harrison elogia elenco do Vitória e prevê muito trabalho

O goleiro, que brilhou na última temporada, teve uma fissura no metacarpo, lesão que o afastou dos gramados por três semanas. Durante o tratamento, Edmar cuidou bem da posição

Vitória - Espírito Santo     22/03/2019

Por Alberto Borém - Assessoria de Comunicação

 

 

Na Copa Espírito Santo 2018, na qual o Vitória foi campeão, o torcedor Alvianil se acostumou a ver o goleiro como um pilar da equipe. Um dos jogadores inquestionáveis e que, às vezes, garantia resultados. No início de 2019, com a contratação de novos goleiros, Harrison foi ainda mais exigido, e deu conta do recado.

 

Na quinta rodada do Capixabão 2019, já no fim do jogo, Harrison sofreu uma entrada e, por um momento, preocupou. O goleiro, mesmo lesionado, continuou em campo. O resultado da partida não foi agradável, mas um outro resultado preocupou ainda mais o atleta.

 

Se tratava de uma lesão na mão, sua principal ferramenta de trabalho. Com uma fissura no metacarpo, a previsão era de um mês fora. Como de costume, o goleiro surpreendeu e voltou antes do esperado. Entre o choque e a volta ao treinos foram pouco mais de 20 dias. Agora, Harrison trabalha normalmente e tenta reconquistar o ritmo.


- Psicologicamente me sinto muito bem, focado, determinado, entusiasmado, em busca do nosso objetivo. Realmente lamentável a lesão, mas já é passado. Posso dizer que estou animado em dar meu melhor nos treinos. Fisicamente, por ter “parado” por três semanas, a condição do treino faz falta, tenho que trabalhar mais - disse o goleiro.

 

Durante o processo de recuperação, o preparador físico Wagner Dreger e o fisioterapeuta Thiago Assayag não deixaram que o atleta perdesse o ritmo e que voltasse o mais rápido possível. O que acirra ainda mais a concorrência pela vaga de goleiro titular. Posto que Harrison já ocupou tantas vezes pelo Vitória.

 

- Vejo a concorrência da melhor forma possível, um time que quer ser campeão precisa ter um elenco forte, e o Vitória tem. Pedro e Edmar são ótimos goleiros. Quanto mais difícil melhor, as pessoas são capacitadas, tanto na comissão técnica, quanto nos profissionais - declarou Harrison.

 

Por existir apenas uma vaga, é comum, nos grandes times, um trio de goleiros que não tem uma boa relação fora das quatro linhas. No Vitória é diferente, como conta Harrison, estão todos lutando por um objetivo.

 

- Vamos deixar esse trabalho (escalar o goleiro titular) para o Wesley, como treinador precisa escolher quem vive um melhor momento. O nosso ambiente é o melhor possível, um do melhores grupos que já trabalhei. Entre nós há uma amizade até anormal, tenho um carinho enorme pelos goleiros e pelos preparadores, estamos felizes, um torcendo pelo outro.


 


Fale conosco ou venha nos visitar



Estádio Salvador Venâncio da Costa
\Av. Joubert de Barros, 333 Bento Ferreira
Vitória – ES - CEP 29050-720

Fundado em 01 de outubro de 1912
SEDE PROPRIA: Estádio Salvador Venâncio da Costa
Av. Joubert de Barros, 333 – CEP 29050-720 Bento Ferreira - Vitória – ES
Todos os direitos reservados ao Vitória F.C. | 2016/2017
FBrandão Agência Web